segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

45. Quando chove eu sempre imagino

Quando chove eu sempre imagino
Que você se transforma em um rio
E desagua aqui perto de mim

Quando venta eu me vejo menininha
Pensando em você como uma folhinha
Que escapa de uma árvore para minhas mãos

Quando ensolarado fica o dia
Eu suponho que a minha pele irradia
O disfarce perfeito de seu calor a me aquecer

E quando a Lua o céu enfeita
Eu sonho que a felicidade mais perfeita
Se progeta em nosso amor refletido pela luz



- Autora: Elizabeth Vaz da Cunha


* Happy Valentine's Day!

Um comentário:

Natacha C'unha disse...

own que lindo pro valentine's :B