segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

6. As cores da parede

As cores da parede
sem você não tem mais graça
A colcha desta cama
sente falta da sua marca
A mesa de trabalho
sem suas coisas não é nada

São os dias que se arrastam
incompletos nesta estrada
São os desejos mais sinceros
de uma rosa despedaçada
É a saudade de um amor
eterna alma apaixonada


- Autora: Elizabeth vaz da Cunha

Um comentário:

Carolina disse...

Oi td bom!?!
Obrigada pela visita no blog!!
Vc tb eh de Curitiba?! Que legal!!
Tb estou seguindo o seu blog!!
beijoss =)))

Carol